sábado, 11 de maio de 2013

26º capítulo: I hate that I love you so. - YRMFS



P.O.V’s Miley

Eu e Carly iríamos cantar “Together” da Demi com o Jason Derulo. Ficou mais fácil pois seria um dueto, eu cantaria a parte da Demi e ela a parte do Jason. Pegamos dois microfones e ficamos olhando pra o pessoal que estava ali. Eu não tinha percebido que tinha chegado mais gente, agora todas as mesas estavam ocupadas. Olhei pra Carly que estava tão chocada quanto eu e quando ela olhou pra mim, eu sorri.
A música começou e eu me preparei.


Miley:
- “Remember Love? Remember you and me? Remember everything we shared on this planet when we cared? Remember hearts? Remember unity? Remember laughing neighbours without expecting favors? Why be afraid to make a honest mistake? If you acknowledge the pain and you wanna change, you can get through anything.

Tirei o microfone do suporte e fui pra perto da Carly, começamos a cantar juntas o refrão.

Ambas:
- "Do you remember at all? People walking hand and hand, can we feel that love again. Can you imagine at all? If we all could get along, then we all could sing this song together. Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh singing Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh."

Voltei para o meu lugar, colocando o microfone no suporte e Carly ficou andando pelo palco.

Carly:
- "Look at me, look at you. Now look at me again, se we’re nothing different. Look around, take what you see. With throwing things outside our window, we don’t care to keep it clean. I had a dream, beauty was only skin deep. If we all just believe that is all we need, nothing else can set you free."

Nos juntamos pra cantarmos juntas o refrão e tinha algumas pessoas cantando.

Ambas:
- "Do you remember at all? People walking hand and hand, can we feel that love again. Can you imagine at all? If we all could get along, then we all could sing this song together. Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh singing Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh."

Ficamos uma de frente pra a outra e começamos a cantar, sempre rindo e se divertindo.

Miley:
- "If we could throw away the hate and make love last another day, don’t give up just for today life would be so simple."

Carly:
- "And when they talk about us, they gon’ never stop us. We’ll keep singing."

Ambas:
- "Do you remember at all? People walking hand and hand, can we feel that love again. Can you imagine at all? If we all could get along, then we all could sing this song together. Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh singing Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh Oh."



Quando acabamos, todos aplaudiram e eu olhei pra Justin que estava batendo palmas e sorrindo.

- Obrigada. – Nós duas falamos na mesma hora e saímos do palco.

Nos sentamos na mesa sorrindo e todos ficaram nos encarando, porque perceberam que estávamos com Justin e Max.

- Vocês arrebentaram! – Max disse e deu um selinho em Carly.
- A Miley que arrebentou, na verdade. – Carly disse e sorriu tímida.
- Eu não teria arrasado se não tivesse com você, Carly. – Falei e ela piscou.

Justin estava chocado e confuso, eu e Carly não parávamos de rir dele.

- Você foi perfeita, amor. – Ele disse no meu ouvido.
- Sempre sou. – Falei rindo. – Obrigada.
- Vocês vão virar amigas? – Ele perguntou com as sobrancelhas arqueadas.
- Não sei. – Falei e selei nossos lábios rindo.

Justin começou um beijo, mas eu não me sentia muito confortável de fazer isso em público, então parei e me virei pra conversar. Max deu a ideia do Justin cantar junto comigo no karaokê, nós topamos e estávamos no palco. Justin que havia escolhido a música e disse que eu iria saber cantar, pois eu adorava a cantora.
Carly pegou o celular de Justin para filmar e Max pegou o meu pra tirar fotos, mas claro que tinha algumas fãs filmando e batendo fotos também. Não sei o que houve hoje, mas estava tranquilo. Elas não estavam em cima de nenhum de nós quatro.
Justin se posicionou do meu lado e a música começou.

- Essa é pra você. – Ele sussurrou no meu ouvido e eu sorri. – Você começa.

A letra da música apareceu na TV e eu comecei a cantar:


Miley:
- "That’s how much that I love you, that’s how much than I need you and I can’t stand you, must everything you do make me wanna smile. Can I not like you for awhile? No…"

Cantei e olhei pra Justin sorrindo e ele pegou o microfone, vindo pra perto de mim e pegou minha mão.


Justin:
- "But you won’t let me, you upset me girl and then you kiss my lips… (Ele chegou tão perto de mim que eu podia sentir a respiração dele.) all of a sudden I forget (that I was upset). Can’t remember what you did… But I hate it."

Tirei o microfone do suporte e me virei pra ele.

Miley:
- "You know exactly what to do (cantei olhando nos olhos dele e segurei as mãos dele, assim como ele fez comigo), so that I can’t stay mad at you, for too long, that’s wrong. But I hate it…"

Ele me virou e me colocou de costas pra ele, colando nossos corpos e colocou a mão na lateral do meu corpo.

Justin:
- "You know exactly how to touch (ele foi subindo a mão da minha cintura até chegar quase no meu peitoral), so that I don’t want to fuss and fight no more. Said, I despise that I adore you."

Miley:
- "And I hate how much I love you, boy. (Cantei sorrindo pra ele, de uma forma meiga e sensual ao mesmo tempo) I can’t stand how much I need you. And I hate how much I love you boy and I hate how much I love you boy. But I just can’t let you go and I hate that I love you so…" (Pisquei pra Justin.)

Justin:
- "You completely know the power that you have, the only one that makes me laugh." (Justin me puxou pela mão e nossos corpos se chocaram um contra o outro, o que nos fez quase dar um selinho)

Miley:
- "Said I’ts not fair, how you take advantage of the fact that I… love you beyond the reason why. And It just ain’t right, that." (Cantei passando minha mão pela bochecha dele)

Justin:
- "And I hate how much I love you girl, I can’t stand how much I need you. And I hate how much I love you, girl. But I just can’t let you go. But I hate that I love you so."

Miley:
- "One of these days maybe your magic won’t affect me and your kiss won’t make me weak." (Parei de frente pra ele, um pouco afastada, mas a mão dele estava entrelaçada na minha.)

Ambos:
- "But no one in this world knows me the way you know me."

Justin:
- "So you’ll probably always have a spell on me… Yeaah, oooh."

Miley:
- "As how much that I love you, as how much that I need you."

Ambos:
- "And I hate how much I love you so… I can’t stand how much I need you. I hate how much I love you so, but I just can’t let you go. And I hate that I love you so."

Justin:
- "And I hate that I love you so… so."


Cantamos o resto da música nos encarando e quando acabou, Justin me puxou pra um abraço e todos que estavam no karaokê bateram palmas.

- Eu odeio o tanto que eu amo você. – Ele disse no meu ouvido e depois mordeu, me fazendo rir.
- Eu também te amo muito. – Falei e o abracei mais forte ainda.


Saímos do palco de mãos dadas e sentamos na mesa, mas já como notícias correm rápido, o karaokê já estava lotado, então resolvemos ir embora. Pagamos e logo depois saímos.

- Vem cá, bro. – Max chamou Justin e eles se afastaram um pouco da gente.

Carly estava olhando pra os próprios pés e eu estava mexendo no meu iPhone.

- Hum... Miley? – Carly me chamou e olhou pra mim.
- Diga. – Falei e guardei meu iPhone no bolso.
- Foi bom cantar com você. – Ela disse e sorriu de lado.

- Digo o mesmo. – Eu sorri e depois voltei a mexer no iPhone.
- Quer saber? – Ela se aproximou de mim e eu olhei pra ela. - Desculpa, de verdade. Eu não sei onde estava com a cabeça pra fazer e falar aquelas coisas, eu não sou daquele tipo. – Ela disse e fez uma coisa estranha com os olhos. – Eu agi como uma vadia e eu juro que não sou uma. Me desculpe mesmo. Você e Justin merecem toda a felicidade do mundo, eu não deveria desejar o contrário. Mil desculpas.

Ela falou tudo isso olhando nos meus olhos e eu pude perceber que era verdadeiro. Os meninos não escutaram nada, eles estavam falando no telefone com alguém, talvez alguém da The Wanted. Olhei de volta pra Carly e ela ficou me olhando confusa.

- Por favor, diga algo. – Ela disse e eu ri.
- Claro que eu desculpo você! – Falei e ela sorriu. – Você é uma pessoa legal, Carly.
- Eu estou tão envergonhada! – Ela disse e colocou a mão no rosto e eu apenas ri.

Meu celular vibrou e era mensagem no Alfredo.

“Eu preciso falar com você urgentemente!”

- Gostaram da capinha do iPhone da Miley? – Justin perguntou e Max caiu na gargalhada, junto com Carly.
- Que capinha? – Perguntei e quando vi, era uma capinha escrito “Bieber”. – Justin, você é ridículo!
- Tem demonstração de amor mais bonita que essa? – Max perguntou e todos riram.
- E eu nem tinha visto! – Falei rindo. – Quando você colocou isso, Justin? – Perguntei.
- Eu comprei hoje, quando você foi em uma loja e eu na outra. E coloquei quando você tava no banho. – Ele disse rindo. – Achei muito fofa!
- Quando você foi comprar, os vendedores não acharam que era um nível de amor próprio altíssimo, não? – Carly perguntou pra Justin.
- Há-há-há, muito engraçada. – Justin falou e nós rimos.
- Vai ter vingança... e vai ser pior. – Eu falei e pisquei pra ele.
- Sem querer ser chata... mas nós deveríamos ir, não é? Estamos sem seguranças e em um lugar público. – Carly disse. - É perigoso, tipo muito.
- É verdade. – Concordei. – Vamos?
- Sim, vamos. – Justin respondeu.

Justin se despediu de Max e eu fiz o mesmo, nos despedimos de Carly – que pediu mais desculpas a mim e depois a Justin -, e depois fomos para o carro. O karaokê ficava muito longe do hotel, uns 40 minutos de onde estávamos pra lá. Tentei ligar pra o Alfredo, mas ele não atendia e sempre caia na mensagem de voz. Resolvi deixar uma.

“- Ei Alfredo, é a Miley. A rede aqui é um pouco ruim e nós não conseguimos nos comunicar muito bem, mas eu estou preocupada. O que houve? Assim que ver isso, me ligue. Atenderei o mais rápido possível. Beijos, eu te amo. Tchau, tchau!”

Depois de 10 minutos, Alfredo me ligou e eu logo atendi.

- Oi Fredo! – Falei. – Você está bem?
- Miley, está tudo péssimo aqui. Você tem que voltar o mais rápido possível! – Ele disse e a voz dele estava péssima.
- Alfredo, o que houve?
- A Jasmine. Ela... precisa de todos nós. Peguem o voo mais rápido que puderem, por favor.
- Vou mandar a Mary trazer meu jatinho. Chegarei aí o mais rápido possível e você me explica tudo, mas se acalma, tá?
- Ok, tchau. – Ele desligou.

Justin me olhava curioso e preocupado, com a testa franzida.

- O que foi, Miley? – Ele perguntou.
- A gente precisa voltar agora mesmo pra Los Angeles. Tem problema?
- Claro que não, mas o que houve?
- Não sei o que aconteceu, mas foi com a Jasmine. – Falei e disquei o numero da Mary. – Apenas dirija o mais rápido possível. – Ordenei e ele obedeceu.

                                                         ***
Tradução das músicas: Together e Hate That I Love You.
                                                         ***
E a reviravolta começa daí! Comentem e divulguem a fic, por favor. Divirtam-se :)
Sigam: @forjiley e @vishtha
Tumblr: forjiley

3 comentários:

  1. ai meu Deusss, quero mais!

    ResponderExcluir
  2. oh deus. continuaaaaa duda aqui

    ResponderExcluir
  3. to ansiosa pra saber, quero maissssss- Dany

    ResponderExcluir